sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Agimos por interesse, sim!

Eu mais do que ninguém sei reconhecer os erros.
Por mais inconsciente que seja, para mim mesma sempre terei a consciência de distinguir o certo do errado.
Mas, se está em meu gene. Não te agrada.
Me desculpe. Não me julgue. Não me compare.
Não irei mudar!
Posso ser assim, e não notar, ser normal. É o que me parece.
Tentar mudar uma pessoa, jamais. Vai contra os principios do Universo.
Se somos porque somos assim. Sinto muito em lhe informar que o Universo não é só seu. Há coisas e coisas. Multidões e minorias que agradam, e que desagradam.
Oh meu bem, não fique assim. Erga a cabeça, e siga em frente.
Crie o seu mundo, pode ser ele real, ou imaginário.
Imaginário aos demais, pois a partir do momento em que pensa nele, ele começa a existir.
Não se desespere em saber que nada é do seu jeito. Não se desespere.
A sua família? Ora! Que coisa mais ultrapassada.
Calma, calma, calma. Não fique brava comigo, nem aguniada, angustiada. Não, não, não.
Espere, e escute. Leia e preste atenção!
Eu sou assim, individualista, reservada, extravagante, sarcástica. Minha intenção não é agradar a ninguém, se não for do meu interesse, claro.
Ah sim, interesse?!
Sim, digo INTERESSE. Filosofia de vida, queridos...
Todo o ser vivo deste planeta que chamamos de Terra age por interesse. Sim, é puro interesse!!!
Não se desespere, não corra, não grite, não chore.
Sinto lhe informar, mas a verdade não é só aquela que lhe agrada.
Voltando a questão familiar...
Tudo bem, família é nossa base. Mas quem nunca se “desprendeu” de sua família e conseguiu sobreviver nesse mundo caótico?!
Família é coisa sagrada, é a melhor fonte de nosso passado.
Mas, acho que só darei valor quando perde-la, correto?!
Siiim, tenho total consciência disso.
Mas, desde quando me conheco por gente até este exato momento, eu não consigo, não entra em mente que família é tudo na vida.
Me sinto tão bem quando estou só, mas no fundo, no fundo tenho saudades deles sim. Quando fico um bom tempo sem os vê-lo. Mas gosto de ficar só.
É onde o ser tem sua total liberdade de fazer o que bem entende, sem olhar para os lados, e pensar duas vezes antes de fazer algo para não ser julgado.
Oh Merda! Por que sou assim?!... Diga-me.
Ou melhor, não me diga, não me diga. A verdade pode ser dura.
Sinto medo de me criticarem por esta verdade.
Eu? Ah, para mim tudo bem. Tenho uma mente mais que racional, mais filosófica que a minha?!...Desconheco!
Apresente-se você, com pensamentos identicos aos de minha senhoria.
Há! Desacredito! Não há, não há. Recuso me a acreditar.
Há extensos e longos 18 anos, jamais encontrei alguém com o interior igual a mim.
Mas porque, tentam me copiar, ser igual a mim o tempo todo. Mas se esquecem do mais importante. O Saber, o Conhecimento.
Ah me poupem de rostinhos, e corpinhos bonitinhos. Parem, parem, parem! Não aguento, não consigo suportar...
Para que? Para que?
Toda essa beleza exterior um dia se extinguirá. Vai virar pelancas, e tudo mais!
O pensamento nunca acaba...
Vai passando, se transformando, melhorando...

Necessito mais que tudo me focalizar num único pensamento!!!
Olha só a volta que dei.
Oh Merda de mente confusa!

Um comentário:

Gicelle Archanjo disse...

Você escreve bem! olha, se eu te disser que muitas vezes me sinto assim, vc acredita? Bom passar por aqui. Bjos