quinta-feira, 17 de julho de 2008

Quando Eu Partir



Há outro mundo dentro de mim
Que você talvez nunca veja
Há segredos que eu não consigo guardar
Em algum lugar da escuridão
Há uma luz que eu não encontro
Talvez ela esteja muito longe
Ou talvez eu seja cega

Então, me abrace enquanto eu estiver aqui
Me corrija quando eu errar
Me abrace quando eu sentir medo
E me ame quando eu partir
Tudo o que eu sou e tudo o que há em mim
Quer ser o que você queria que eu fosse
Eu nunca o decepcionaria
Mesmo se pudesse
Eu largaria tudo se fosse para o seu bem

Um comentário:

Gicelle Archanjo disse...

Lindo! vc que escreveu né?!?
Eu já tive a época de anotar tudo como vc disse, mas parei, foi numa época ruim, depressiva, com psicológa e afins... rs mas daí cansei, eu via tudo escrito, as alegrias que depois viraram coisas tristes e aí queimei tudo! rs Hoje não escrevo mais, acho que o blog serve para isso além de mostrar as coisas que faço rs... Que bom que vc se sente melhor...! Fico feliz, gosto muito de vc!!! beijos